15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

Trocas de sons e/ou letras são problemas fonoaudiológicos que se resolvem rapidamente com treinos

Mito

Mais que mito, a ideia de que o atendimento fonoaudiológico se restringe à eliminação dos sintomas via treinamento sistemático é um grande equívoco, tanto por parte dos pais e pacientes quanto de profissionais.
O trabalho fonoaudiológico caracteriza-se como um processo terapêutico. Isso significa que a intervenção deve buscar, em primeiro lugar, investigar quais os sentidos que esses sintomas ganham na história pessoal e familiar de cada um. Dentro dessa perspectiva, em seu fazer técnico, o clínico contempla e valoriza potencialidades e aspectos singulares, no sentido de transpor as dificuldades existentes, oferecendo uma leitura que destaque os aspectos saudáveis do paciente. Isso exige tempo, investimento nos vínculos afetivos e esperança na transformação.

Vale a dica: na necessidade de um atendimento fonoaudiológico, é importante observar se o profissional mostra disposição em compreender a singularidade do paciente. Não tenha pressa de fechar diagnósticos e nem com o alcance de resultados aparentes. Muitas vezes, o progresso se mostra em mudanças sutis de postura e de relacionamento com a linguagem no cotidiano. Assim, uma criança que inicia o trabalho mostrando-se avessa a letras, e com o tempo passa a se aproximar de livros, gibis, ainda que apresente dificuldades na decodificação, está sim caminhando bem para a transformação de seus sintomas iniciais.


Voltar

Compartilhe: