16 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

16/12/2010
Lucia Masini
Sobre o poder da escrita e das cartas

Nesta época do ano, pipocam em todos os correios do país cartas para o Papai Noel. Majoritariamente são cartas de crianças que sonham ver seus desejos realizados pelo bom velhinho. São pedidos de brinquedos, mas também de saúde, paz e empregos para seus pais. São ainda declarações de bom comportamento durante o ano e revelações, ainda que tímidas ou veladas, de seus medos e angústias.
“Papai Noel, quero uma bola, que meu time faça mais gols e que eu melhore na escola”.
“Papai Noel, quero um controle de videogame para jogar com meu irmão e que minha família seja protegida”.
“Papai Noel, quando eu crescer quero ser médica para cuidar de todas as pessoas doentes”.
A força desses pedidos que se multiplicam vertiginosamente a cada ano é tão grande que ONGs, correios e anônimos dedicam-se, cada qual a seu modo, a responder as cartas enviadas pelo simples prazer de fazer uma criança acreditar que o sonho vale a pena.
E isso faz muito sentido. Mais do que os brinquedos recebidos, a criança que tem sua carta respondida experimenta a condição de pessoa plena de palavras, sente-se valorizada e pertencente a um grupo, seja familiar ou social mais amplo. Isso potencializa e gera segurança.
A carta ao Papai Noel não tem beneficiado apenas as crianças que a escrevem. Aqueles que têm se dedicado a respondê-las revelam que esta escrita é muito gratificante, não só pelo fato de fazer um bem a outra pessoa, mas sobretudo porque essa ação tem contribuído para a revisão de valores e assunção de outros mais humanitários. Mais uma vez a escrita se revela com o poder de transformação.
Ainda dá tempo de desfrutar dessa experiência. Vá a um correio perto de sua casa e pergunte sobre as cartas das crianças. Papai Noel agradece sua ajuda!

Caro visitante do Ifono: Estamos entrando em recesso até fevereiro de 2011, quando retomaremos com novos textos. Boas Festas, Feliz Ano Novo e continuem por aqui!


Voltar

Compartilhe: