15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

Quem não fala direito não escreve direito

Mito

Vejamos alguns exemplos bem simples:

• Falamos mininu (e isso é aceitável na oralidade) e rapidamente as crianças aprendem que a escrita dessa palavra é menino. O mesmo vale para variantes regionais da pronúncia de uma mesma palavra. Falamos mermu e mesmu, mas a escrita é sempre mesmo.
• Falamos azazazazuis e escrevemos as asas azuis. Quantos já não pensaram que o amor que tu me tinhas, na canção de roda Ciranda cirandinha, era de um belo jovem chamado Tumi – o amor que Tumi tinha era pouco e se acabou?

Por que é importante derrubar esse mito? Porque comumente vemos pais e educadores preocupados com o jeito de falar de suas crianças, com a certeza de que trocas de sons, omissões de palavras ou parte delas, necessariamente, comprometerão a alfabetização. De fato, no início desse processo, as crianças costumam se apoiar em suas falas para escrever. Mas, em seu decorrer, logo vão se dando conta de que a escrita tem suas características e que dominá-las depende muito da memória visual. Portanto, atenção: é mito pensar que quem não fala direito não escreve direito!!

Vale a dica: o próprio processo de alfabetização, muitas vezes, ajuda na superação de dificuldades de fala.


Voltar

Compartilhe: