15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

20/08/2009
Claudia Perrotta
Filme: Ponte para Terabithia

Direção: Gabor Csupo

Jesse Aarons pertence a uma família de classe média americana, que enfrenta sérios problemas financeiros, sendo o único menino entre os cinco filhos do casal. Leslie Burke é filha única de um casal de escritores, recém–chegados na cidade. Por motivos diferentes, ambos são alvo de bulliyng: ele, por morar na zona rural e passar horas com seu caderno de desenhos nas mãos e ela, por não ter televisão em casa e vestir-se de um jeito estranho. E é isso que os torna parceiros e cúmplices de uma aventura fantástica pela floresta, vizinha de onde moravam. Assim eles foram se fortalecendo, aprendendo a lidar com seus conflitos cotidianos.
Carol, Clara e Elisa, 9 anos, assistiram ao filme e também fizeram comentários. Confiram:

Carol: Eu gostei da PONTE PARA TERABITIA porque o filme é de imaginação, a menina chamada Leeslliee imaginava várias coisas, isso é legal do filme faz a gente se sentir dentro da cena!! Eu gostei disso. A cena que eu gostei foi quando eles começaram a construir a CASA da ARVORE. O filme foi super LEGAL.

Elisa: O que mais gostei do filme PONTE PARA TERABITIA foi a parte em que eles descobrem TERABITIA pois la era um lugar lindo e fantástico.
Coitado de Jesse aguentou a morte de sua melhor amiga Leslliee que acompanhava o garoto a TERABITIA.
Gostei ou melhor adorei o filme porque como já disse o lugar é lindo e coisas fantásticas acontecem e para chegar ao lugar atravessam a corda. Leslliee morreu (a corda arrebentou). Para não acontecer outro acidente Jesse (o menino) construiu a ponte da TERABITIA

Clara: PONTE PARA TERABITIA
Eu adorei o filme PONTE PARA TERABITIA, porque eu achei interessante que a menina morreu, balançando na corda para a TERABITIA a corda se partiu e Lesllee bateu a cabeça.

Quer aprofundar o tema? Clique aqui para navegar na aba Profissional, seção Reflexões.


Voltar

Compartilhe: