15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

No Brasil todo mundo escreve errado, mas todo mundo se entende

Em parte

Essa afirmação foi feita pelo irreverente Zé Simão, na Folha de S. Paulo (15/08/2009). Vejamos um dos exemplos que ele utilizou para “comprovar” sua tese: uma placa com os dizeres - “Vendo boneca Reló Kit”. Será que esse tipo de erro atesta nossa “incompetência” para escrever corretamente? Não há dúvidas de que possíveis compradores desse produto entenderam perfeitamente a mensagem, assim como compreendemos quando alguém escreve: “presso” em vez de preço, “nececidade”, em vez de necessidade e por aí vai. Exemplos não faltam e a reforma ortográfica não tocou nem de leve em um dos maiores problemas de nossa ortografia: a quantidade de grafemas para representar um mesmo fonema (Ç, SS, SC, X, C...). A gente reclama, fica indignado, desconfia da capacidade de quem cometeu os erros, mas, de fato, entende... Agora, o autor da frase citada por Zé Simão talvez não tenha cometido um erro assim tão grave. Escrever Reló em vez de Hello apenas mostra que se trata de alguém que não domina a língua inglesa e muito menos o significado da palavra que dá nome à boneca. Sem esse conhecimento, usou dos recursos à mão, ou seja, pensou no som da palavra em português e escreveu Reló – apenas se equivocou na acentuação... E, convenhamos, foi sim uma saída perspicaz!

Vale a dica: Se você quer escrever corretamente, pesquise! Leia bastante, pois grande parte dos erros ortográficos é facilmente sanada pela memória visual. Vá ao dicionário, não tenha vergonha de perguntar ao colega do lado, use borrachas e corretor ortográfico. E, antes de apontar seu dedo para os erros alheios, lembre-se de que errar é sim humano.


Voltar

Compartilhe: