15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

Ler dá sono

Verdade

Recentemente, o presidente Lula declarou que “lê pouco, porque lhe dá sono”, e que isso tem acontecido com o romance que está lendo agora, "Leite Derramado", de Chico Buarque. Quem já não dormiu profundamente com um bom livro pesando sobre o peito? As palavras vão embaralhando, temos de ler inúmeras vezes uma mesma frase para compreendê-la, as pálpebras pesam e, se for um romance, as personagens se transformam em pessoas reais de nossos sonhos... No dia seguinte, precisamos então voltar algumas páginas, lembrar em que momento da trama nos entregamos ao sono e retomar a leitura. É bom saber que não há nada de errado nisso! E nem é sinal de alguma dificuldade específica de leitura... Ocorre que ler, em especial textos narrativos, requer de nós um mergulho em um tempo bem diferente de nosso cotidiano atribulado e tão cheio de afazeres. Não é o caso de “Leite Derramado”, mas há narrativas que geralmente qualificamos de “arrastadas”, repleta de detalhes, e que exigem de nós uma capacidade maior de concentração e de dedicação. Precisamos suspender o tempo cotidiano para mergulhar no tempo da narrativa. Não é tarefa fácil, mas pode se tornar um desafio bem interessante, além de necessário para ampliação de nosso universo cultural e capacidade crítica.
Vale a dica: Não deixe de ler só porque dá sono! Nem se entregue somente ao prazer fácil das bobagens da Tv, “para limpar a cabeça”, como tem feito nosso presidente. Tente escolher outras horas do dia para se dedicar às leituras, varie o tipo de texto - um suspense, por exemplo, pode cair bem. Ou quem sabe contos ou crônicas, textos mais curtos. O importante é vencer o desafio e ler sempre!


Voltar

Compartilhe: