15 de Dezembro de 2018


     Fale conosco     Fale conosco
 
ProfissionalProfissional
GeralGeral
ConsultoriaConsultoria
HomeHome
NósNós
Na Boca do PovoNa Boca do Povo
Linguagem com PipocaLinguagem com Pipoca
Mito ou VerdadeMito ou Verdade
PublicaçõesPublicações

Admitir que o filho possui paralisa cerebral nem sempre é fácil para os pais*

Verdade

Tenho observado que pais de crianças que nascem com paralisia cerebral sonham com a cura, pois o filho que tem nas mãos ainda se aproxima do idealizado na gravidez e não do real que nasceu. É compreensível. Mas é saudável que, à medida que a criança cresça, os pais entendam que aquilo que parecia externo e indesejável faz parte daquela pessoinha que está se desenvolvendo. É uma característica como tantas outras, passível de ser mudada, amenizada nas dificuldades que acarreta, mas não anulada totalmente.
Percebo também que, muitas vezes, aproximar-se de adultos com paralisia cerebral acaba sendo uma experiência dolorosa para esses pais, por entenderem que seu filho vai ser sempre portador dessa patologia. De fato, aproximações com o que se busca evitar nem sempre são fáceis.
No entanto, esse contato pode ser também uma experiência cheia de esperança por constatar que o filho poderá ter uma vida comum e produtiva, sabendo lidar com suas limitações e, principalmente, com suas potencialidades.

Dica: se vocês são pais de uma criança diagnosticada com paralisia cerebral, saibam que há muito trabalho pela frente, mas também muita vida a se viver. Acreditem e aproximem-se!


* Por Carolina Câmara, psicóloga.

Voltar

Compartilhe: